Vekaplast: desperta os seus sentidos
Informação profissional sobre a Envolvente do Edifício

MatosinhosHabit integra Associação Nacional de Coberturas Verdes

Redação Induglobal31/05/2021
A associação tem como um dos seus principais objetivos a alteração do paradigma ambiental das cidades através da reconversão 'verde' dos edifícios.
foto
Foto: Associação Nacional de Coberturas Verdes.

Consciente da importância das alterações climáticas e da importância de promover uma política ambiental com base na sustentabilidade e no equilíbrio, a MatosinhosHabit acaba de se tornar membro da Associação Nacional de Coberturas Verdes (ANCV).

Esta associação nacional, sem fins lucrativos, trabalha na valorização ambiental das infraestruturas verdes nas cidades, nomeadamente as que se podem instalar em edifícios, como são exemplo as coberturas verdes e os jardins verticais. Segundo a ANCV, o intuito é a criação de territórios urbanos saudáveis, sustentáveis, biodiversos e resilientes.
Tiago Maia, administrador da MatosinhosHabit, sublinha que "sempre estivemos disponíveis para integrar redes de conhecimento e experiência, promovendo a partilha de boas práticas, em busca da melhoria contínua – gestão equilibrada e sustentável. Nesse âmbito, a integração na Associação Nacional de Coberturas Verdes faz todo o sentido, não só como forma de podermos proporcionar um melhor ambiente urbano no nosso concelho, mas também com o propósito de devolver o equilíbrio ambiental tão necessário para uma atmosfera mais saudável".
Por outro lado, o administrador da MatosinhosHabit explica que a inclusão na ANCV "vai também facilitar o acesso a informações e linhas de apoio para a renovação do parque edificado de forma sustentável, sendo que, neste sentido, as coberturas verdes e os jardins verticais poderão ser parte da solução de forma bastante determinante. A isto, juntamos ainda o facto de a ANVC ser uma entidade reconhecida internacionalmente pelas suas congéneres, pelo nível de conhecimento acumulado, e pelo trabalho já realizado em políticas e técnicas de soluções com base na natureza. Por fim, a questão dos vários desafios climáticos e de biodiversidade que enfrentamos e as pretensões do Governo e da Comissão Europeia, que seguem neste momento nesse sentido, fazem com que os municípios tenham que acompanhar, rapidamente, esta onda de mudança".
Dada a importância desta adesão à ANCV, a MatosinhosHabit sugeriu à Câmara Municipal de Matosinhos que integre o referido organismo, uma vez que, e como refere Tiago Maia, “tanto a MatosinhosHabit como a Câmara estão em condições de assim poder participar, através do seu património municipal e know-how, na alteração do paradigma ambiental das cidades, nomeadamente, das áreas urbanas do concelho, onde o património habitacional social construído apresenta alguma preponderância”.

Colocando os edifícios como entidades principais na estratégia ambiental definida pela UE, a meta para os próximos anos assenta na renovação do parque edificado de forma sustentável.

Tendo em conta que as coberturas dos edifícios são parte integrante dos mesmos, a ANCV considera que através da instalação de vegetação estas proporcionem os benefícios ambientais que os meios urbanos necessitam, designadamente: retenção e atraso de águas pluviais; ligação dos corredores verdes e promoção da biodiversidade; aumento da área verde em contexto urbano; incremento do espaço útil das cidades; diminuição do ruído; bio-solar-roof (cobertura verde com painéis fotovoltaicos); produção de oxigénio, captação de CO2, retenção de poeiras e partículas em suspensão; aumento do conforto energético; redução do consumo de energia para manutenção de temperatura ambiente; diminuição do custo de conservação dos edifícios; valorização imobiliária; possibilidade de produção de alimentos localmente; e redução do efeito de ilha de calor e melhoria de microclima.

A nova parceria estabelecida entre a MatosinhosHabit e ANCV vai convergir num esforço concertado de mudança para que a utilização das coberturas verdes deixe de ser uma exceção e passe a ser uma realidade cada vez mais visível. As suas vantagens, para as cidades e os seus habitantes, são notórias. Benefícios esses que só se farão sentir quando se conseguir implementar, em número considerável, as coberturas verdes e os jardins verticais em áreas consideráveis da cidade.
DecorHotel: Fil - Lisboa 21 a 23 Out 2021Indalsu: mais próximo de siJaba: tradução 4.0Adene: janelas eficientes só com etiqueta energética CLASSE+Academia Anfaje: formaçao - workshops - seminários técnicos

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

novoperfil.pt

Novoperfil - Informação profissional sobre a Envolvente do Edifício

Estatuto Editorial