Informação profissional sobre a Envolvente do Edifício

MVRDV vai desenvolver o novo Innovation District em Matosinhos

17/06/2022
O projeto da MVRDV para regenerar os terrenos da antiga refinaria de Matosinhos foi selecionado pela Galp com o apoio de um painel de peritos qualificados em projetos desta envergadura, com foco nos impactos social, económico e ambiental.
foto
Foto: Estela Silva/Lusa.

A Galp selecionou a MVRDV para desenvolver o projeto de regeneração urbana que dará origem ao novo Innovation District que vai nascer nos terrenos da antiga refinaria de Matosinhos. A escolha da Galp decorreu no âmbito de um concurso internacional para a escolha do conceito que melhor refletisse o objetivo de transformar os terrenos da Refinaria de Matosinhos num 'World Class Innovation District'.

Sedeada nos Países Baixos, a MVRDV é um gabinete de urban planners de referência mundial, que integra uma equipa de 345 profissionais, incluindo arquitetos de renome, autores de projetos emblemáticos que ajudaram a renovar, ou criar de raiz, paisagens urbanas inovadoras em países tão distintos como os Estados Unidos, França, China, Alemanha, Coreia do Sul ou Reino Unido. Para selecionar a equipa de projeto adequada para este desafio, a MVRDV aliou-se ao escritório de arquitetura português OODA.

A MVRDV irá liderar uma equipa multidisciplinar que inclui empresas internacionais como a Thornton Tomasetti (especialistas em engenharia de estruturas que lideraram um dos maiores projetos de regeneração a dos Estados Unidos, os Hudson Yards, incluindo o emblemático edifício “The Vessel”, bem como as sedes da Google e da Bloomberg) e a LOLA (LOst LAndscapes, responsável pelo Forest Sports Park, Shenzen e pela sede da Adidas World Sports), os especialistas de integração com a comunidade LiveWork e as portuguesas OODA (Douro Hotel, Matadouro e Miramar Tower, no Porto) e A400 (projetos de engenharia tais como os escritórios da Google, no Lagoas Park, em Oeiras, ou os escritórios da Microsoft, em Lisboa).

Mais de 20 especialistas destas seis empresas vão participar de uma equipa multidisciplinar criada pela Galp para o efeito e elaborarão um Masterplan nos próximos 12 meses. A “nova cidade” dentro da cidade de Matosinhos, centrada na inovação, terá um desenvolvimento faseado. O desenvolvimento do projeto da Galp, concretizado pela MVRDV, irá ocorrer em colaboração direta com Câmara Municipal de Matosinhos, a CCDR-N e a Universidade do Porto.

“Este é mais um passo importante no compromisso da Galp com o futuro de Matosinhos. Estamos certos de que, com a ajuda do MVRDV, seremos capazes de criar um distrito de inovação de classe mundial, focado em energia sustentável e em tecnologias avançadas. Este distrito irá criar novas oportunidades de negócio e emprego potenciando o tecido económico e social da comunidade”, afirma Andy Brown, CEO da Galp.

Para Luísa Salgueiro, Presidente da Câmara de Matosinhos, “a ambição é que Matosinhos possa ter a mais ambiental e tecnologicamente avançada área de atividade económica da euro-região, que estreite as relações entre a academia e a indústria 4.0 e 5.0, continuando a contribuir para a criação de riqueza e ainda mais para a atração e fixação de emprego”.

Enno Zuidema, Studio Director e Urban Planner da MVRDV, destaca que “com este projeto, queremos contribuir para um novo futuro para os habitantes de Matosinhos, Porto e região Norte, concebendo o desenvolvimento de uma área única que inclui inovação de topo, natureza, lazer e cultura. Será um trabalho e uma vivência conjunta com os habitantes, os parceiros e a Galp”.

A decisão pelo projeto apresentado pela MVRDV foi suportada por um painel de peritos altamente qualificados que contou com membros afiliados da Universidade de Harvard e da Universidade do Porto. Além dos critérios técnicos e dos méritos do conceito desenvolvido para o futuro Innovation District de Matosinhos – nomeadamente pelo seu impacto social, económico e ambiental –, o painel de especialistas valorizou também no projeto da MVRDV a experiência da equipa multipremiada (só a MVRDV recebeu já 153 rémios internacionais) que irá assegurar a sua execução. O sócio fundador da MVRDV Winy Maas e os arquitetos e urban planners Enno Zuidema, Rodrigo Vilas-Boas e o arquiteto paisagista Peter Veenstra são alguns dos membros da equipa que vai liderar o projeto.

Fensterbau Frontale, Nuremberg, 12 -15.7.2022Concreta Arquitetura Construçao Desenho Engenharia 13 - 16 outubro 2022Premios NovoPerfil janelas eficientes, participe!aluplast energeto neo o design encontra a tecnologiaAluval caixilharia e janelas

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

novoperfil.pt

Novoperfil - Informação profissional sobre a Envolvente do Edifício

Estatuto Editorial